ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Adicione os sites da Cultura Evangélica ao seu iGoogle clicando aqui

BUSCADOR GOOGLE

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Pastor evangélico brasileiro recusou dublar Sean Penn em “Milk”

Marco Ribeiro não quis interpretar a história de um homossexual

A empregada de limpeza, o cabeleireiro, a senhora da mercearia e o taxista - todos aqueles que de algum modo se tenham cruzado nos últimos tempos com Sean Penn hão-de estar hoje comemorando o Óscar de melhor actor conquistado na última madrugada, no Kodak Theatre de Los Angeles, pela interpretação em “Milk”. O festejo solidário não se estendeu, porém, a Marco Ribeiro, o brasileiro que normalmente dobra para português do Brasil a voz daquele actor norte-americano.

Motivo: Marco Ribeiro, que também é pastor evangélico, recusou-se a interpretar a voz de Harvey Milk, a personagem a que Penn dá corpo naquele filme biográfico em torno da história de um homossexual que se celebrizou na luta pelo reconhecimento dos direitos cívicos da comunidade gay.

De acordo com o jornal brasileiro “A Folha de S. Paulo”, Marco Ribeiro, de 38 anos, alegou não se sentir “à vontade” para emprestar a voz à personagem do primeiro homossexual a ser eleito para um cargo político nos EUA. “Não tive vontade porque tenho a voz envolvida com outras questões”, disse o habitual dobrador de Sean Penn, que conquistou com “Milk” o seu segundo Óscar.

Refira-se que a maior parte dos filmes estrangeiros são exibidos no Brasil com as vozes originais dobradas em português, sendo comum que determinados dobradores se especializem em alguns actores. Marco Ribeiro é, aliás, considerado um dos melhores profissionais do ramo, emprestando a voz também a diversos anúncios de rádio e televisão.

"Não é que [Ribeiro] tenha algo contra homossexuais, é que as pessoas ao seu redor confundem sua profissão de actor com o lado religioso", afirmou à Folha Marlene Costa, directora de dobragem de "Milk". Face à recusa de Ribeiro, a voz de Sean Penn acabou, neste caso, por ser feita pelo actor Alexandre Moreno. FONTE: ùltima Hora - Portugal