ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Adicione os sites da Cultura Evangélica ao seu iGoogle clicando aqui

BUSCADOR GOOGLE

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Despedido por manter Bíblia na mesa de trabalho

(Por Peter J. Smith) - MOUNT VERNON, Ohio, EUA — Um professor de escola pública do nível 8 diz que foi demitido por recusar remover sua Bíblia pessoal de sua mesa de sala de aula. Agora, ele está colocando o distrito escolar diante de um tribunal federal, processando-os por difamação e quebra de contrato.

John Freshwater, professor com 24 anos de experiência, entrou com processo na terça no Tribunal Regional de Ohio contra a diretoria da Escola Municipal Mount Vernon, e seus diretores, por descontinuarem seu contrato. Ele acusa o distrito de violar a política pública de Ohio, e perpetrarem perseguição religiosa, retaliação, conspiração e difamação contra ele.

Em junho do ano passado, a Escola Municipal Mount Vernon votou unanimemente para despedir Freshwater de sua posição de ensino com base no relatório de um investigador independente, que constatou que Freshwater havia “queimado” o que apuraram ser uma cruz (e não um “x” como Freshwater afirmou) no braço de um estudante durante um rotineiro experimento científico, ensinado religião na sala de aula, recusado remover artigos religiosos da sala de aula e orado numa reunião da Federação dos Atletas Cristãos, que é um grupo liderado por estudantes cristãos onde Freshwater é conselheiro.

Contudo, o evento que evidentemente precipitou a investigação da diretoria contra Freshwater foi sua recusa de remover sua Bíblia pessoal de sua mesa de sala de aula — a única alegação significativa que Freshwater admitiu.

De acordo com o pastor de Freshwater, o Rev. Don Matolyak da igreja Assembléia de Deus Trindade, o conflito de Freshwater com a escola começou depois que ele levantou o assunto do Design Inteligente na sala de aula depois de ensinar a teoria da evolução.

“Desde então, há pessoas querendo brigar com John”, Matolyak disse para LifeSiteNews.com numa entrevista no começo deste ano. Embora a Bíblia tenha sido a causa imediata da demissão de Freshwater, o relatório investigativo feito em Freshwater indica que qualquer expressão da religião de Freshwater na escola pública, inclusive trazer outros pontos de vista para facilitar debate em sua aula da evolução biológica, foram a principal preocupação da diretoria da escola.

O “relatório Freshwater” do investigador revelou que Freshwater costumava incentiva análise crítica e debate sobre a evolução darwiniana, e distribuir materiais suplementares sobre Design Inteligente e evolução. Freshwater também contestou um artigo da revista Time que afirmava que os cientistas haviam descoberto um “gene gay” e em vez disso frisou para seus estudantes que a conduta homossexual é um assunto de escolha pessoal e pecado na Bíblia.

Em respostas a um questionário dado para estudantes que estavam iniciando o nível 9, um número declarava que a evolução era um de seus tópicos favoritos em ciência devido à abordagem imparcial ensinada por Freshwater no nível 8. Um estudante escreveu que a evolução era o assunto favorito que era coberto “porque aprendemos sobre isso e como pode e não pode ser verdade e obtivemos os dois lados da história”. Outro disse: “Gosto da aula de evolução porque sempre tivemos debates nesse assunto”.

No entanto, pelo fato de que os estudantes que estavam começando o nível 9 estavam desafiando as posições dos professores acerca da evolução, os professores se queixaram de que tinham de “re-ensinar” a evolução aos estudantes como um fato incontestável. O relatório citou uma professora que se queixou de que Freshwater estava “dando aula deturpada de ciência (isto é, que há alguma espécie de ‘diferença entre fatos e hipótese’)”, de modo que ela tinha de começar todo ano “re-ensinando os estudantes como a ciência REALMENTE funciona”.

De acordo com a Associação Internacional de Educadores Cristãos (AIEC), os funcionários da Escola Municipal Mount Vernon receberam ordens da diretoria neste ano escolar de “remover todos os materiais e manifestações religiosas de suas salas”.

“Estou contente de ver um professor de escola pública como John Freshwater disposto a sair da acomodação e lutar pela liberdade religiosa que nossos antepassados garantiram para nós por meio da Constituição dos EUA”, disse sobre o caso Finn Laursen, diretor executivo de AIEC.

“É da máxima importância que todos os educadores, estudantes e pais cristãos dêem passos à frente para insistir em seus direitos, ou esses direitos vão aos poucos ser derrubados”.

Traduzido por Julio Severo.

Fonte: Life Site News / Julio Severo

Arca de Aliança na Etiópia?

Etiópia pondera revelar Arca da Aliança ao Mundo

Etiópia pondera revelar Arca da Aliança ao Mundo

Segundo o Patriarca, chegou a altura do mundo ter mais acesso à Arca que, garante, se encontra em bom estado, uma vez que “não foi feita por mãos humanas, mas é uma coisa abençoada por Deus”.

Estará em estudo a ideia de construir um museu onde eventualmente a arca possa ser exposta, mas qualquer decisão teria que passar primeiro pelo Santo Sínodo da Igreja da Etiópia.

Segundo Paulos, uma decisão será anunciada na próxima sexta-feira, informa o portal italiano ADNKronos.

A Etiópia é o país independente cristão mais antigo do mundo, e foi um dos primeiros a adoptar o Cristianismo como religião oficial. A esmagadora maioria dos cristãos pertencem à Igreja Ortodoxa, uma das que se separou da Igreja Universal por altura do Concílio de Calcedónia, e não se encontra em comunhão nem com Roma, nem com as Igrejas Ortoxas bizantinas, como as do Leste da Europa.

Uma tradição muito antiga assegura que a Arca da Aliança foi transportada para a Etiópia por um filho do Rei Salomão e da Rainha de Sabá, e que permanece no país desde então. De facto, as referências à Arca, um objecto central ao culto judaico, desaparecem do Antigo Testamento por volta dessa altura.

Alegadamente a Arca encontra-se numa Igreja situada numa ilha no meio de um lago na cidade de Axum, a antiga capital da Etiópia. É guardada perpetuamente por um monge que apenas é substituído quando morre.

A Arca tem um peso enorme na tradição cristã etíope, e em todas as igrejas do país se encontra uma cópia que é transportada nas procissões religiosas.

Segundo o Antigo Testamento a Arca continha a presença viva de Deus. No seu interior encontravam-se os restos das Tábuas da Lei, as placas nas quais foram inscritos os dez mandamentos, e que Moisés quebrou no chão em fúria quando viu que o povo de Israel tinha construído um bezerro de ouro para adorar.

A falta de acesso à arca impede que a tradição etíope tenha alguma vez sido confirmada ou desmentida, algo que poderá mudar em breve. Fonte: Renascença

COMENTÁRIO BÍBLICO: Ao contrário do que o texto informa, a arca foi feita sim por mãos humanas. A construção  Arca da Aliança foi acompanhada por Moysés a mando do próprio Deus e foi levada a cabo por homens e não por Deus. Veja o texto bíblico de Êxodo 25:10-16, onde Deus ordena a Moysés o modelo e a supervisão da obra:

10 Também farão uma arca de madeira,de acácia; o seu comprimento será de dois côvados e meio, e a sua largura de um côvado e meio, e de um côvado e meio a sua altura.
11 E cobri-la-ás de ouro puro, por dentro e por fora a cobrirás; e farás sobre ela uma moldura de ouro ao redor;
12 e fundirás para ela quatro argolas de ouro, que porás nos quatro cantos dela; duas argolas de um lado e duas do outro.
13 Também farás varais de madeira de acácia, que cobrirás de ouro.
14 Meterás os varais nas argolas, aos lados da arca, para se levar por eles a arca.
15 Os varais permanecerão nas argolas da arca; não serão tirados dela.
16 E porás na arca o testemunho, que eu te darei.

Outro ponto importante é que, nos planos divinos, a Arca da Aliança perderia seu sentido com a vinda de Cristo para celebrar com todas as nações um novo pacto, uma Nova Aliança. A antiga Aliança de Deus com o povo hebreu foi então substituída pela Nova Aliança para com todos os povos que aceitarem a Cristo como seu único e real Salvador:

16 …naqueles dias, diz o Senhor, nunca mais se dirá: A arca do pacto do Senhor; nem lhes virá ela ao pensamento; nem dela se lembrarão; nem a visitarão; nem se fará mais.

Outro equívoco bíblico na notícia é afirmar que nela estariam as tábuas da lei que Moysés quebrou num ato de fúria. Realmente Moysés destruiu as primeiras duas tábuas da lei, num ato de fúria diante da idolatria e perversão em que seu povo caiu num curto período de 40 dias em que subiu ao monte para buscar a presença de Deus. Mas estas tábuas quebradas foram substituídas por outras. Veja:

Então Moisés lavrou duas tábuas de pedra, como as primeiras; e, levantando-se de madrugada, subiu ao monte Sinai, como o Senhor lhe tinha ordenado, levando na mão as duas tábuas de pedra.

Leia a Bíblia…

Pr. Wagner Cipriano

Teto de Igreja Assembléia de Deus desaba

SALVADOR - O teto da igreja Assembléia de Deus, na Rua Saldanha Marinho, em Salvador, desabou nesta manhã de quarta-feira. De acordo com as primeiras informações, funcionários trabalhavam na igreja, colocando o piso, quando o teto inteiro desabou. Segundo com os trabalhadores, minutos antes de desabar, os funcionários ouviram estalos e todos correram, conseguindo escapar sem ferimentos. Fonte: Globo

Pequim: Pastor agredido por pregar o evangelho

Na manhã de 5 de junho, o pastor Hua Huiqi foi preso e brutalmente agredido por policiais de Shaanxi e Fengtai, Pequim, enquanto ele trabalhava na estação de Taiyuan Railroad. Um integrante do Grupo de Proteção e Segurança Particular declarou, enquanto batia no pastor Hua Huiqi: “Eu vou estrangular você, e quero ver se continuará pregando o evangelho. Se você sair da cidade novamente, quebrarei suas pernas.” Ele também ameaçou o pastor, dizendo: “Estou batendo em você porque Deus me mandou fazê-lo. Em três meses, preparei os materiais e conseguirei prender você e sua esposa como castigo. Nosso grupo de segurança foi montado para conter vocês, seguidores de Jesus.”

Antes de sua prisão, o pastor Hua Huiqi foi enviado para Shaanxi para pregar o evangelho. Na tarde de 4 de junho, enquanto o pastor Hua Huiqi ainda viajava, um cristão foi visitá-lo em sua casa, que estava sob constante vigilância da polícia. Os policiais o levaram para a delegacia de Pequim, onde foi interrogado e então, liberado.

No dia 5 de junho, Wei Jumei, esposa do pastor Hua Huiqi ligou para o Escritório de Segurança Pública para saber sobre a prisão de seu marido. Ela pode falar com ele. Hua Huiqi disse: Minhas roupas foram rasgadas, e estou preso com as tropas armadas de Huairou”. Quando sua mulher perguntou: “Eles bateram em você?” a linha foi imediatamente cortada.

Depois da divulgação na mídia local chinesa, o pastor Hua Huiqi foi solto em 7 de junho. Agora, o pastor está se recuperando em casa, e suas atividades são restringidas pelas autoridades.

Fonte: Portas Abertas

TJ do Rio reconhece direito de avaliação pessoal e expressão de valores morais

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro afirma que heterossexuais têm o direito a entender que a homossexualidade é um desvio de comportamento, uma doença

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro ao julgar uma apelação em Ação Popular contra o Estado do Rio de Janeiro, no ano de 2002, com intuito de anular o repasse de recursos que financiava a “VII Parada de Orgulho Gay” em 30/06/2002, no então governo da Sra. Benedita da Silva, decidiu ser legitima manifestação pública contra o incentivo a homossexualidade.

A Justiça decidiu entre outras coisas em 01/04/2009, que é legítimo aos cidadãos heterossexuais, o direito de expressarem o seu pensamento a luz dos valores morais, éticos e religiosos, no que diz respeito a entender ser a homossexualidade um desvio de conduta, uma doença, algo que cause mal à sociedade humana, devendo tal comportamento ser reprimido e não apoiado pela sociedade.

Tal conduta não pode ser entendida como é crime ou ato discriminatório, pois é legítimo o direito de expressão de ambos os lados no sistema jurídico vigente.

O acórdão faz uma abordagem do legítimo direito das pessoas, com base nas garantias constitucionais (art. 5º) de liberdade religiosa de crença, consciência e culto, e liberdade de expressão de emitir suas opiniões, de forma pacífica, sem sofrer QUALQUER TIPO DE RESTRIÇÃO por parte do Estado ou grupo de minorias.

O Acórdão do Tribunal do Rio de Janeiro de forma direta é totalmente contrário à instituição de uma mordaça gay, pois os cidadãos são livres no seu pensar e agir, com base em sua fé e valores.

Assim, esta decisão judicial reforça mais uma vez as graves inconstitucionalidades que o PLC 122/06 (lei da homofobia) tenta inserir no sistema jurídico brasileiro, criminalizando opiniões em benefício de um grupo de interesses, com ofensas à lei maior.

A decisão é atual e coerente com os valores constitucionais da liberdade de expressão e consciência.

Espero que esta decisão do Tribunal de Justiça mais moderno do país auxilie aos Senadores a entender ser inconstitucional criar uma lei que criminalize opiniões no tocante a homossexualidade, logo o PLC 122/2006 deve ser REJEITADO por grave violação a Carta Constitucional e a boa redação e técnica legislativa.

Divulgue esta decisão jurisprudencial para que outros Tribunais tenham a mesma coragem de não se curvar a movimentos ou patrulhamento de grupos contra o estado democratico de direito e a liberdade de expressão.

Veja o teor parcial do acórdão:

“…Contudo, também, não se pode negar aos cidadãos heterossexuais o direito de, com base em sua fé religiosa ou em outros princípios éticos e morais, entenderem que a homossexualidade é um desvio de comportamento, uma doença, ou seja, algo que cause mal à pessoa humana e à sociedade, devendo ser reprimida e tratada e não divulgada e apoiada pela sociedade. Assim, não se pode negar ao autor o direito de lutar, de forma pacífica, para conter os atos sociais que representem incentivos à prática da homossexualidade e, principalmente, com apoio de entes públicos e, muito menos, com recursos financeiros. Trata- se de direito à liberdade de pensamento, de religião e de expressão….”

Tribunal de Justiça- Décima Primeira Câmara Cível
Apelação Cível nº. 2008.001.65.473
Relator:Desembargador Claudio de Mello Tavares

Fonte: Julio Severo / Blog Zenóbio Fonseca

terça-feira, 16 de junho de 2009

Falsas doutrinas

Igreja britânica vai oferecer hóstia pelo correio!!!
As encomendas serão feitas pela internet, no site postthehost. com
Uma igreja episcopal independente na Grã-Bretanha deve oferecer, a partir do próximo dia 14, hóstias pela internet.
O novo serviço, da Open Episcopal Church, chamado "Host in the Post", deve atender não apenas às pessoas que não podem comparecer à missa por idade avançada ou problemas de saúde, como também às que acabaram se distanciando da religião.
O bispo Jonathan Blake disse: "A ideia de que elas (as pessoas) têm que ir a lugares para orar é algo que os pais tinham (...) Estamos levando a igreja a lugares onde ela não esteve antes."
Embora a hóstia pré-consagrada seja oferecida de graça, quem fizer o pedido tem que pagar embalagem e tarifa do correio. O serviço custa em torno de duas libras esterlinas (o equivalente a cerca de R$ 6). Quem quiser 500 hóstias de uma vez terá de desembolsar cerca de dez libras (o equivalente a cerca de R$ 30).
Blake disse que alguns críticos da iniciativa alegaram que a hóstia pode acabar nas mãos de ateus e satanistas, que podem usá-las para rituais impróprios, mas ele destacou que não está preocupado com isso.
"Jesus não fez essa distinção", afirmou. "Ele se doou a cada um e a todos. Não faz diferença, o corpo de Cristo é redentor."
O sacerdote disse que embora o serviço ainda não tenha começado, "milhares de pessoas manifestaram algum interesse" em usá-lo. Fonte: http://www.bbc. co.uk/portuguese /noticias/ 2009/06/090609_ comunhaocorreiog .shtml

Comentário bíblico: Apenas mais um “embuste” religioso do fim dos tempos. Falsa religião, falsa fé… Lutero ia acrescentar essa às suas 95 teses… Onde estão os protestantes? Sumiram? Ahhh, agora eles se dizem “evangélicos”. Nada de protestar contra coisa alguma. Protestar é anti-ético. Protestar contra os erros das religiões não é “politicamente correto’. Aliás, já é quase ilegal… Fim dos tempos!!! Quem tem ouvidos para ouvir, ouça….