ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Adicione os sites da Cultura Evangélica ao seu iGoogle clicando aqui

BUSCADOR GOOGLE

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Evangelho em Las Vegas

Um pastor com uma paixão para lutar contra a pornografia levou o seu ministério para a Strip de Las Vegas, bem no meio da acção da que é famosamente conhecida como a cidade do pecado.

E a missão é simples: partilhar Cristo, e assim, orientar as pessoas para longe das tentações e dos “perigosos meios” em Las Vegas.

“Para aqueles que estamos a tentar alcançar, as tentações que esta cidade tem para oferecer fazem todo o sentido, e sentimos que este é o apelo que Deus colocou nas nossas vidas para fazer”, disse Craig Gross, fundador da XXXChurch.com à ABC News. “Las Vegas é conhecida como a cidade do pecado e é aí que precisamos de estar.” Gross não culpa “o escuro por ser escuro” espiritualmente, ou Vegas por ser Vegas. Em vez disso ele culpa “a luz por não brilhar na escuridão.” Por outras palavras, a Igreja precisa de fazer um trabalho melhor falando às pessoas sobre Jesus.

“Penso que a igreja faz um mau trabalho em geral, no que diz respeito ao evangelismo”, disse Gross à ABC News. “Ficamos contente com os nossos membros e, então, gastamos o tempo satisfazendo apenas os nossos membros e perdemos esse foco de Jesus [que] disse: ‘Eu vim para os enfermos, e não para os sãos’.”

Gross começou a ministrar em Las Vegas em 2002 num show pornográfico. Ele e sua equipa da XXXChurch.com têm visitado convenções pornográficas distribuindo Bíblias “Jesus Ama as Estrelas Porno” e agora fizeram desta cidade a sua casa a tempo inteiro.

Gross e uma pequena equipa têm ido para a Strip, entregando água engarrafada, rotulada de “Igreja Strip: Trazendo ao deserto a sua bebida” e o endereço de um website, às pessoas que passam. Eles planeiam dar início à Igreja Strip em Janeiro de 2009.

Eles acreditam que começar uma igreja em Las Vegas é o maior plano que Deus tem para eles para já.

“Nós não nos mudámos para aqui para ser Las Vegas, mas viemos para aqui para mudar Las Vegas”, disse ele, de acordo com a ABC News. “Ainda que isso tenha de acontecer com uma família de cada vez, vale a pena.”

Embora a atracção de Las Vegas os rodeie, Gross está confiante no plano de Deus.

A Igreja Cristã Central em Mesa, Arizona, e a Aliança Cristã Missionária comprometeram-se em dar o seu apoio à Igreja Strip.

Juntamente com o lançamento de uma igreja na Strip, Gross planeia alugar estandes em convenções e exposições na cidade para partilhar Cristo e para ligar os participantes às igrejas da área.

“Se podemos partilhar Jesus quando há pessoas nuas a provocar distracção da conversa, como é que não podemos ser capazes de partilhar Jesus durante uma convenção concreta ou uma exposição automóvel? Sabemos que a grande boa nova da Palavra de Deus pode competir contra tudo – portanto, é isso que nos estamos a preparar para fazer”, diz a Igreja Strip no seu website.

De acordo com a Igreja Strip, quase 40 milhões de pessoas visitam Las Vegas todos os anos e 10.000 prostitutas trabalham na cidade. Entretanto, o número de pessoas que frequenta a igreja nos Estados Unidos é agora cerca de 8 milhões menor do que era há 20 anos. A percentagem de pessoas que vão à igreja diminuiu para cerca de 16 por cento, relata o ministério.

Fonte: Christian Today Portugal

COMENTÁRIO BÍBLICO:

Jesus afirmava: Eu vim a buscar o que se havia perdido. Há grande diferença entre os que se haviam perdido (por algum tempo) e outros que estão perdidos. Só Cristo sabe quem pertence a uma classe ou a outra. Nós sabemos, porém, que os que se haviam perdido são pessoas que, por um tempo de suas vidas, entraram pelo caminho do pecado, mas ao encontrarem a salvação, mudaram o rumo de suas vidas. Já a classe dos que estão perdidos, tem plena convicção de que querem viver no pecado e, quando visitam uma igreja, a conversão (se houver) geralmente é passageira e, ao irem embora, ainda derrubam alguns crentes fracos. Para desenvolver um trabalho sério nesse ambiente é necessário um preparo espiritual muito grande. Que Jesus Cristo capacite pessoas que sejam “colunas” firmes para esse trabalho evangelístico, para que não sejam seduzidos pelo “pecado” novamente.