ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Adicione os sites da Cultura Evangélica ao seu iGoogle clicando aqui

BUSCADOR GOOGLE

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Grammy Latino 2008

Edição brasileira do Grammy Latino consagra cantora gospel em festa de produção precária

Cerimônia foi realizada fora dos Estados Unidos pela primeira vez; erros de produção e ausência de artistas marcaram a festa

Soraya Moraes recebe um de seus dois prêmios em Houston

Soraya Moraes recebe um de seus dois prêmios em Houston

Foi a primeira vez que uma festa de premiação do Grammy Latino aconteceu fora dos Estados Unidos. E, a julgar pela produção desastrosa, pode ter sido também a última. A cerimônia de entrega dos troféus brasileiros da mais prestigiada premiação musical do mundo, realizada pela Band e transmitida nesta quinta-feira (13) direto do Auditório do Ibirapuera, foi marcada por erros de produção e ausência de artistas.
Arrastada, a cerimônia brasileira era alternada com a transmissão do Grammy Latino em Houston, Texas. Marcelo Tas e Daniela Cicarelli, apresentadores, não fizeram muito além de ler o teleprompter com textos recheados de comentários supostamente bem-humorados.Foto Rafael Cortez e Danilo Gentili, repórteres do “CQC”, da mesma Band, entrevistaram convidados no tapete vermelho – mas suas aparições foram gravadas, e não transmitidas ao vivo.
Shows de artistas nacionais variaram entre o insípido (Mutantes e Daniela Mercury homenageando Carmen Miranda) e o constrangedor (Sepultura tocando “Garota de Ipanema”).
Pequenos problemas, como vinhetas que chamavam o prêmio errado, foram comuns durante toda a noite. Mas a gafe mais grave aconteceu durante a entrega do troféu de “Melhor álbum de música tradicional regional ou de raízes brasileiras”, apresentado pela dupla sertaneja As Galvão. Um envelope com o vencedor de outra categoria – Seu Jorge, ganhador do “Melhor álbum de MPB” - foi entregue à dupla, que leu o resultado, estragando a surpresa de uma categoria que só seria revelada alguns blocos depois. Felizmente, Mary e Marilene Galvão lidaram com o erro da produção da melhor maneira possível: esbanjando bom humor e naturalidade que faltaram ao restante da premiação.
Além dos problemas de organização, o Grammy brasileiro também foi marcado pela ausência de seus principais vencedores. Beth Carvalho (Melhor álbum de samba e pagode), Vanessa da Mata (Melhor álbum pop contemporâneo brasileiro), Elba Ramalho (Melhor álbum de música contemporânea regional ou de raízes brasileiras), Seu Jorge (Melhor álbum de MPB), César Menotti & Fabiano (Melhor álbum de música romântica) e Soraya Moraes (Melhor canção) não deram as caras.
Esta última, cantora gospel que já havia vencido o Grammy Latino em 2005, preferiu voar até Houston, Texas, onde acabou faturando mais dois prêmios: “Melhor álbum de música cristã em português” e “Melhor álbum de música cristã em espanhol”. Somando-os à “Melhor canção”, entregue no Auditório do Ibirapuera, Soraya tornou-se o grande nome da noite.