ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Adicione os sites da Cultura Evangélica ao seu iGoogle clicando aqui

BUSCADOR GOOGLE

sábado, 11 de outubro de 2008

Deus está punindo EUA, afirma o Presidente Daniel Ortega

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, inimigo de Washington 0 desde a Guerra Fria, disse que Deus está punindo os Estados Unidos com a crise financeira pela Casa Branca ter tentado impor seus princípios econômicos em países pobres. “É incrível que no país mais poderoso do mundo, que gasta bilhões de dólares em guerras brutais, as pessoas não tenham dinheiro para continuar em suas casas”, afirmou.

“Deus está punindo os Estados Unidos” pela imposição de suas políticas econômicas “falhas” em nações em desenvolvimento, continuou Ortega, que governou a Nicarágua pela primeira vez na década de 1980, quando seu governo sandinista travava uma guerra com forças apoiadas por Washington.

Os sandinistas saíram do poder em 1990, mas Ortega retornou eleito à Presidência em 2006. Desde então, o chefe de Estado vem criticando a “tirania” americana na América Latina e irritou Washington por se aliar ao presidente venezuelano Hugo Chávez. Fonte: Estadão

COMENTÁRIO BÍBLICO: Comentário político não é comentário bíblico. A opinião do presidente nicaraguense reflete o pensamento de um político. Sabemos que a Reforma Protestante atingiu a Alemanha no século XVII, inflamou a Inglaterra no século XIX, usou os EUA no século XX. Os EUA, a bem da verdade, financiaram a evangelização brasileira. Foram ferramentas de Deus para evangelização do Brasil e um dos países que mais financiou o evangelho no mundo. Porém, eles mesmos não cuidaram de sua própria casa. O sono espiritual atingiu a nação americana e, hoje, caminham para a apostasia. Abraçaram o capitalismo e já não servem a Deus como seus pais serviram há algumas décadas. O Evangelismo tem essa triste conotação: cuidamos de levar o evangelho a outros e descuidamos dos nossos. No entanto, sabemos que Deus é misericórdia, e a crise financeira pode ser útil para que muitos na américa rica voltem novamente para os braços de Jesus, agora com coração sincero e inteiro. Que Deus tenha misericórdia de todos que, na nação americana, pertencem à Igreja de Cristo.